Afinal, o marketing pessoal na saúde faz alguma diferença? Descubra

Tempo de leitura: 6 minutos

Diante da competitividade crescente no segmento da saúde, muitos profissionais da área têm investido em táticas de marketing pessoal que integram ações de comunicação e relacionamento focadas em transmitir seriedade, ética e comprometimento em suas especialidades.

Na prática, o objetivo do marketing pessoal na saúde é tornar o especialista uma referência em seu campo de atuação, seja ele um nutricionista, fisioterapeuta ou dentista, por exemplo. Como meta secundária, está a construção de relacionamentos duradouros, pautados na responsabilidade, na confiança e na sensibilidade para com cada cliente.

Se você é um profissional da saúde e ainda tem dúvidas sobre a efetividade do marketing pessoal para sua carreira, acompanhe as próximas informações:

Colocando-se em evidência

Vários profissionais da saúde acabam ficando “invisíveis” no mercado quando acabaram de montar seus consultórios. A maioria dos pacientes chegam por indicações de amigos ou familiares — por isso, o número de consultas nos primeiros meses de atuação pode ser muito abaixo do esperado.

Para garantir que seus potenciais clientes encontrem você com facilidade desde a inauguração do seu consultório, é possível utilizar uma estratégia inteligente de marketing pessoal: a criação de um blog com conteúdos relacionados à sua especialidade.

Como milhares de pessoas pesquisam informações sobre saúde na internet todos os dias, o fornecimento de artigos relevantes e seguros pode ser a melhor opção para apresentar o seu consultório e permitir que as pessoas encontrem você.

No entanto, para que essa estratégia influencie positivamente em sua carreira, é fundamental manter-se atualizado sobre novos estudos, pesquisas e inovações da sua área, já que os conteúdos precisam ser valiosos não só para seus clientes, mas também para estudantes e outros profissionais de sua especialidade.

Tornando-se uma referência

O marketing pessoal é indispensável para especialistas da saúde que buscam destacar-se em meio a outros profissionais do seu segmento. Considerando que, em uma única cidade pode haver diversos nutricionistas, fisioterapeutas, dentistas, psicólogos etc. é necessário investir em alguns diferenciais, como cursos de atualização, participação em congressos, publicações em revistas especializadas, menções na imprensa local e atendimento personalizado.

Ao investir nesses e em outros diferenciais, o especialista poderá tornar-se uma referência em seu segmento, conquistando credibilidade junto ao público e notoriedade na comunidade científica.

É importante ressaltar que tanto o espaço físico como a comunicação utilizada pelo especialista e seus funcionários também estão inclusas na construção dessa credibilidade.

Em razão disso, é crucial prezar pela excelência em conforto, informação e acompanhamento desde o primeiro contato do paciente até o término do seu tratamento. Dessa forma, será possível transmitir comprometimento e segurança em seu ambiente clínico.

Relacionando-se

Saber se relacionar de maneira humanizada, gentil e prestativa é um dos pilares básicos para alcançar o sucesso na área da saúde. Nenhum paciente deve ser tratado com desatenção, mau humor ou indiferença. Portanto, cabe ao profissional relacionar-se de forma cuidadosa e agradável com aqueles que vão propagar sua imagem e reputação no mercado. O mesmo vale para a equipe de atendimento do seu consultório, que deverá estar alinhada à sua postura profissional.

Ao priorizar um relacionamento atencioso e amável, o profissional da saúde proporcionará experiências positivas a seus pacientes que, sem dúvidas, darão depoimentos de satisfação para familiares, amigos e conhecidos. Essa indicação boca a boca poderá impactar significativamente seu número de pacientes em longo prazo e, claro, seu renome no mercado.

Demonstrando sua experiência

Evidenciar sua experiência e suas competências apresentando casos de sucesso é uma ótima estratégia de marketing pessoal na área da saúde. Ao falar sobre novidades em tratamentos ou técnicas, é interessante dar referências, exemplos e até testemunhos de outros pacientes, de modo a demonstrar ao paciente que os seus métodos trarão resultados verdadeiros.

Também é imprescindível dar liberdade ao paciente para que ele narre suas expectativas, seus medos e suas ansiedades — na sequência, você deve explicar todos os detalhes do tratamento a fim de tranquilizá-lo e afastar seus temores.

Outro ponto importante é ajudá-lo a “visualizar” os benefícios do tratamento. Por exemplo, no caso de um tratamento de fisoterapia, é recomendável enfatizar que ele poderá voltar a correr, dançar e praticar esportes, em vez de falar em termos genéricos que a lesão será tratada. Assim, o profissional demonstrará sua preocupação com a qualidade de vida do paciente e criando uma conexão emocional extremamente valiosa para o sucesso do seu trabalho.

Definindo suas ferramentas de marketing pessoal

Como apresentado até aqui, a habilidade de atender as pessoas conforme seus desejos e suas expectativas, provendo-lhes uma satisfação plena, é o principal segredo do marketing pessoal. No entanto, além dessa postura focada no paciente, é fundamental contar com um suporte para a construção de sua autoridade no mercado e o impulsionamento de sua carreira.

A escolha de uma assessoria de marketing tradicional pode parecer a opção mais viável à primeira vista, porém, esse tipo de trabalho nem sempre trará bons resultados para um profissional da saúde. Isso porque áreas como medicina, odontologia e fisioterapia possuem princípios éticos que proíbem determinadas estratégias de publicidade e propaganda em mídia impressa ou digital.

Assim, a melhor opção é contar com uma consultoria de saúde integrativa, que seja capaz de fornecer uma formação interdisciplinar sobre condutas e abordagens essenciais à prática clínica.

Esse tipo de consultoria trabalha questões referentes a relacionamento com o paciente, gatilhos de reciprocidade, oferta de tratamentos, elaboração de terapias completas, entre outras particularidades que possam transformar sua imagem e seu desempenho como profissional da saúde.

Dessa forma, será possível desenvolver uma postura humanista, que atenda cada paciente em seus aspectos de saúde física e emocional. Essa é a maneira mais ética e competente de fazer marketing pessoal, desenvolvendo valiosas habilidades de percepção, atendimento e dedicação, e alcançando o sucesso em todas as etapas de sua carreira.

Para se aprofundar ainda mais nesse universo do marketing pessoal na saúde, continue navegando pelo nosso blog! Disponibilizamos diversos artigos com dicas interessantes sobre esse e outros assuntos, como segredos para fidelização de pacientes, interpretação de emoções no consultório, alimentação para atividades físicas, entre outros.

Para acompanhar nossos próximos conteúdos em primeira mão, assine nossa newsletter!

Deixe aqui o seu comentário
Deixe aqui o seu comentário